O Pássaro Rei vai cantar na terra da Laranja - leia exclusiva com a King Bird, headliner do Araraquara Rock 2016

15.07.2016
O Pássaro Rei vai cantar na terra da Laranja - leia exclusiva com a King Bird, headliner do Araraquara Rock 2016

Aquele rock clássico, continua clássico. Mas não há como negar que o hard rock entrou de vez na vida da renomada banda paulista King Bird. Ao menos é isso que está explícito em 'Got Newz', terceiro disco da carreira dos caras. 

Marcando a estreia do vocalista Ton Cremon, o material terá uma ligação especial com a Morada da Sol, afinal, sua turnê de divulgação começa efetivamente neste sábado (16/07), às 23h, no palco do Cear, pela programação do Araraquara Rock 2016. A entrada é gratuita.

Para saber mais sobre as expecativas do grupo com este novo álbum, fiz quatro perguntas para o simpático guitarrista Silvio Lopes. Veja o que ele falou logo abaixo. (Ouça uma música do citado álbum clicando neste link).

Matheus Vieira Por que o Araraquara Rock foi escolhido para começar a turnê de"Got Newz", o mais novo registro da King Bird?
Silvio Lopes - Cara, como tenho dito, parece que o universo tem conspirado a nosso favor, ultimamente (risos). Após o lançamento do álbum, em maio, estávamos de fato planejando um grande show de lançamento e aí surgiu este convite da produção do Araraquara Rock pra sermos o headliner de um dos dias do evento. Pra gente não poderia ter sido melhor, um dos grandes festivais de rock, que sempre quisemos participar. Juntou-se a fome com a vontade de tocar!!! (risos)

Matheus Vieira - Conheço bem a discografia de vocês e posso dizer que este é o melhor disco da carreira da banda. Vocês também sentem isso?
Silvio Lopes
 - É muito gratificante saber que você acha isso, porque a gente a quanto tempo você acompanha nossa trajetória. Acho que a gente tá chegando num nível diferente de maturidade, de composição e produção musical. A entrada do Ton acrescentou bastante, também. Sim, a gente acha que esse é o nosso melhor disco até agora!!

Matheus Vieira -Aliás, o álbum anterior, 'Sunshine', foi gravado em 2008. Há um motivo para este hiato? Inclusive, o novo vocalista, Ton Cremon, toca e canta. Isso é uma novidade, certo?
Silvio Lopes -Na verdade lançamos um EP em 2012 com duas composições novas, uma delas em homenagem a Ronnie James Dio, e duas releituras de músicas já gravadas. Acho que passamos por um período de ajustes e redirecionamento na banda, e claro, um deles sem dúvida foi a entrada do, Ton em 2015. Sim, o Ton é um artista muito talentoso e junto com sua poderosa voz traz também mais uma possibilidade de instrumento ao vivo e com isso novos possíveis arranjos e isso acrescenta muito.

Matheus Vieira - A King Bird faz um som único no Brasil, com um classic rock que bebe no hard e até no blues. E é fato que o País hoje vive uma explosão de metal extremo. Onde a banda se encaixa? O mercado seria lá fora?
Silvio Lopes
 - Eu concordo que temos bastante bandas de metal extremo no Brasil, mas vejo várias bandas de Hard Rock na ativa hoje no nosso cenário: algumas antigas como Golpe de Estado voltando e outras novas como Karburácool e Dirty Glory. Acho que começa a existir uma pluralidade maior no rock pesado brasileiro, e acho que com isso o King Bird está encontrando "a parte que lhe cabe neste latifúndio" (risos). Fora do país também achamos que há espaço, estamos buscando!

Sequência
Vale lembrar que a noite ainda conta com shows de Crockodilo Rock e Maddox (da cidade), Remove Silence, Blüe Barrel e The Lost Trouble Boys. Tudo isso a partir das 18h30. No domingo (17/07), no mesmo horário e local, tem Dysnomia, Overthrash, Fatal Scream, Bandanos, Paura e The Assault (Araraquara). A abertura oficial é nesta sexta (15/07), às 20h, no Sesc, com a Inky. É de graça, também.

Foto: Pati Patah/reprodução
Texto: Matheus Vieira

Revista Cidade

Publicidade

Brasil