Lygianices traz a disciplina indisciplinada dos apaixonados

17.06.2016
Lygianices traz a disciplina indisciplinada dos apaixonados

Espetáculo gratuito estréia no domingo, às 19h, no Teatro Wallace Leal, com capacidade para cem lugares

“Amar é controlar essa loucura razoável, sem disciplina”, este é o mote gerador do espetáculo “Lygianices e outros amores indisciplinados”, da Cia. In-Corporar de Teatro, que estréia neste domingo (19) na programação da 28ª Semana Luiz Antônio Martinez Corrêa. A apresentação será às 20h30, no Teatro Wallace Leal Valentin Rodrigues, para um público de cem pessoas (os ingressos serão distribuídos gratuitamente 15 minutos antes do início, no próprio teatro).

“Lygianices (...)” é mais um espetáculo resultante do edital de ocupação proposto pela Secretaria Municipal da Cultura e Fundart e tem toda a sua inspiração concentrada na obra de Lygia Fagundes Telles, imortal da Academia Brasileira de Letras e indicação ao Prêmio Nobel de Literatura. A autora, em suas escrituras, apresenta a dicotomia do real e do insólito, bem como o mágico ou o fantástico travestido de matéria para o cotidiano. Ainda, entre os temas abordados, destaque para os conflitos individuais e os dilemas existenciais e morais do ser humano.

De acordo com o diretor do espetáculo, Carlos Fonseca, “Lygianices (....)” personificada em cena fragmentos da obra ensaística “A disciplina do amor”, trazendo personagens dos contos “Pomba Enamorada ou uma história de amor”, “Apenas um saxofone” e do clássico “Venha ver o pôr-do-sol”.

O diretor lembra que o espetáculo conta com a participação especial do bailarino João Pedro Ferreira na adaptação de "Apenas um saxofone" e que há um elemento surpresa na adaptação do conto "Venha ver o pôr-do-sol".

“A disciplina do amor”, de 1980, é um dos livros mais bem-sucedidos da autora, vencedor do Prêmio Jabuti e do prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Nele, Lygia experimenta uma escrita mais livre, que despreza as fronteiras entre a ficção e a realidade, a invenção e a memória, o conto e o relato autobiográfico. Espécie de paródia amadurecida de um discurso da intimidade juvenil, o livro estende sobre o mundo um olhar atento, às vezes desencantado, mas sempre compreensivo e terno, na busca incessante da única hipótese de sabedoria cabível nos tempos modernos: “controlar essa loucura razoável”, seguindo o exemplo da “disciplina indisciplinada” dos apaixonados.

A Cia. In-Corporar de Teatro tem em seu elenco: Elen Souto, Lúcia Krepski, Rafaella Pucca, Nádia Tita, Carlos Fonseca e Henrique Nogueira. A sonoplastia é assinada por Eliezer Santos.

O espetáculo será apresentado novamente no dia 26 de junho, às 20h30, novamente no Teatro Wallace Leal. “Lygianices (...)” não é recomendado para menores de 14 anos. O Teatro Wallace Leal Valentin Rodrigues está localizado à Av. Espanha, n° 485, no Centro de Araraquara.

 

Ficha técnica

Elenco: Elen Souto, Lúcia Krepski, Rafaella Pucca, Nádia Tita, Carlos Fonseca e Henrique Nogueira

Direção: Carlos Fonseca

Sonoplastia: Eliézer Santos

Texto: Lygia Fagundes Telles

Figurinos, cenário e adereços: Cia In-Corporar

Indicação etária: 14 anos

 

Serviço

Semana Luiz Antônio Martinez Corrêa apresenta “Lygianices e outros amores indisciplinados”, com Cia In-Corporar de Teatro

Dias: 19 e 26 de junho

Horários: 20h30 (dia 19) e 19h (dia 26)

Local: Palacete Esplanada das Rosas (Rua São Bento, 794 - Centro)

Grátis – 100 lugares (distribuição 15 minutos antes do início, no próprio teatro)

Revista Cidade

Publicidade

Brasil