Google financia novo cabo submarino no Brasil com 2.000 km de fibra óptica

17.11.2015
Google financia novo cabo submarino no Brasil com 2.000 km de fibra óptica

No ano passado, o Google anunciou planos de instalar um cabo submarino no Brasil entre Santos (SP) e EUA. Agora, a empresa vai instalar mais outro, desta vez ligando Santos a Maldonado (Uruguai).

Segundo a EFE, o cabo terá 2.000 km de extensão e seis pares de fibra, transmitindo dados a até 90 terabits por segundo. Ele ficará pronto até o final de 2017.

O projeto é conhecido como Tannat. O cabo terá vida útil de 25 anos e será instalado pela Alcatel-Lucent, contando com investimentos do Google e da Antel, empresa estatal de telecomunicações do Uruguai.

Ele vai complementar outro projeto, o Monet, que conectará as cidades de Santos e Fortaleza (CE) a  Boca Raton, na Flórida (EUA). Ele terá 10.500 km de extensão, transmitirá dados a até 64 terabits por segundo e ficará pronto até o final de 2016.

Existem seis cabos submerinos em atividade no Brasil. No entanto, passamos quase quinze anos sem inaugurar novos cabos, mesmo com a popularização da banda larga no país. Isso está mudando: em abril, foi inaugurado o AMX-1, cabo da América Móvil – empresa responsável pela Claro, Embratel e Net.

E vamos receber cinco novos cabos nos próximos anos. O SACS ligará Fortaleza a Luanda, na Angola; o Seabras-1 vai ligar São Paulo a Nova York; e um cabo vai conectar Fortaleza a Lisboa, em Portugal. Há também, é claro, os dois cabos que o Google está financiando.

“Sonhamos em conectar todo o mundo à internet e que os usuários possam ter acesso em qualquer lugar com a melhor qualidade de serviço para aproveitar todos os benefícios da rede. E, dessa maneira, integrá-los à sociedade da informação e do conhecimento”, diz o Google.[[

[EFE/Exame]

Foto por Global Marine Photos/Flickr; imagem por TeleGeography

Revista Cidade

Publicidade

Brasil