Galpão de Teatro, apresenta Danação, primeiro espetáculo solo do grupo

28.07.2017
Galpão de Teatro, apresenta Danação, primeiro espetáculo solo do grupo

Ator também ministra oficina gratuita e compartilha os princípios norteadores para a composição do espetáculo que fala sobre a vida, a morte, o amor e as memórias

Um homem que tenta reconstruir um período em que esteve dentro do coração de uma mulher e por lá conheceu Helena, a menina que se escondia da morte. Memórias compartilhadas e um convite a pensar sobre a vida, o amor e as perdas. É a partir daí que se desenvolve o solo “Danação”, com o ator Eduardo Moreira, que será apresentado no próximo sábado (29), no Sesc Araraquara. Os ingressos que variam entre R$5 e R$17 já estão disponíveis para compra no Portal do Sesc (sescsp.org.br/araraquara) e nas bilheterias das unidades.

A montagem nasceu do encontro entre Eduardo Moreira (Grupo Galpão), Marcelo Castro (Grupo Espanca), Mariana Maioline e Raysner de Paula. Ao longo dos quase 40 anos de carreira nos palcos, este é o primeiro espetáculo solo de Eduardo Moreira, responsável por dar voz e forma às figuras que surgem ao longo da narrativa, em um partilhar de recordações, silêncios e histórias que abordam questões sobre a vida, a morte, o amor e a memória.

Ao se deparar com homens e mulheres, reunidos, em uma sala, a espera de algo ou de alguém, ele se põe, então, a contar sobre uma mãe que engabelou a morte para retardar o encontro da danada-sem-jeito com sua filha. E no empenho de narrar essa façanha com riqueza de detalhes, o homem envereda por descaminhos que o levam a passear por memórias do tempo vivido por ele dentro do coração de uma mulher, depois de ter despencado naquele lugar, onde uma menina com um poço de não no meio do peito se escondia da morte. 

“Danação” aposta no ato narrativo (palavra e ação). O jogo do ator está alicerçado principalmente na construção e desconstrução das imagens, atmosferas e metáforas evocadas pelo texto escrito pelo dramaturgo belorizontino Raysner de Paula. A presença do público é ressaltada diversas vezes ao longo da peça, já que tornam-se personagens essenciais na situação estabelecida pelo narrador. O cenário é o próprio teatro, ocupado pelo homem e suas histórias. 

Escrito ao longo de 2014, “Danação” foi apresentado pela primeira vez ao público no formato de leitura dramática no projeto “Janela de Dramaturgia”, importante mostra de dramaturgia contemporânea que ocorre em Belo Horizonte. A linguagem adotada na peça flerta com a obra de João Guimarães Rosa, numa espécie de homenagem a esse importante autor mineiro. Mas sua construção bebe também das poéticas de autores como Manoel de Barros, Valter Hugo Mãe e Mia Couto. 

“Danação” milita, em resistência, apostando na potência existente no exercício de imaginar outras formas de realidade, outras (e insuspeitadas) formas de habitar a vida (e a morte). O grupo acredita na força revolucionária que existe no encontro de pessoas que se reúnem para escutar uma história e na possibilidade de construir imagens e outras realidades, com os artifícios e artimanhas das linguagens, nos limiares entre o real e o surreal, na ampliação do absurdo aflorado no cotidiano trivial, nas teatralidades e soluções cênicas que surgem da fusão desses elementos. 

O dramaturgo Luís Alberto de Abreu salienta que o ato narrativo “também lança mão da maior contribuição que público pode trazer ao espetáculo: uma imaginação ativa, que constrói as imagens do espetáculo, tornando-se também um sistema fortemente imaginativo”. E afirmam: “Acreditamos, sobretudo, que ‘imaginar’ seja uma forma de resistência, frente a todo embrutecimento das capacidades sensíveis que somos submetidos nos dias de hoje”.

 

Oficina “A palavra em ação”: compartilhamento dos caminhos percorridos no processo de construção do espetáculo “Danação”

Nesse encontro, Eduardo Moreira, ator fundador do Grupo Galpão, compartilhará com os participantes os princípios norteadores para a composição de “Danação”. Ao longo da oficina, as ideias serão apresentadas pelo viés teórico-prático, o que possibilitará aos inscritos uma ampliação da experiência com a peça. Marcelo Castro (diretor do espetáculo, fundador do Grupo Espanca/MG) também estará presente na oficina, falando um pouco sobre a direção da peça. 

Eduardo Moreira é um dos atores fundadores do Grupo Galpão/MG. Atualmente exerce no grupo a função de Diretor Artístico. Já atuou, dirigiu e escreveu diversas montagens do grupo. Ganhou prêmios de ator revelação e melhor ator coadjuvante com suas atuações nos espetáculos “De olhos fechados”, “O inspetor geral” e “Um Molière imaginário”. 

Indicado para o prêmio Molière do Rio de Janeiro de melhor ator pelo espetáculo “A rua da amargura” e Sesc/SATED pelos espetáculos “Um Trem Chamado Desejo”, “Um Homem é um Homem”, “Pequenos Milagres” e “Tio Vânia”. À parte dos trabalhos com o Galpão, dirigiu espetáculos no Galpão Cine Horto, além de parcerias com os grupos Dell’Arte de Blue Lake, da Califórnia (EUA), Clowns de Shakespeare, de Natal (RN), a companhia “Teatro da Cidade” de São José dos Campos (SP), grupo “Boca de cena”, de Aracaju (SE) e com os mineiros da Cia. Malarrumada, o Grupo Maria Cutia de Teatro e “Grupontapé” de Uberlândia, entre outros. No cinema já atuou em produções como “O Ano que meus Pais saíram de férias”, de Cao Hamburguer; “Batismo de Sangue”, de Helvécio Ratton; “Mutum”, de Sandra Kogut; “Antes que o Mundo Acabe”, de Ana Luiza Azevedo; além de ter atuado em curtas como “O crime da atriz”, de Elza Cataldo; “Rua da amargura” de Rafael Conde; “Para Tchékhov”, de Inês Peixoto; “No andar de baixo”, de Leonardo Catapreta e dirigido o curta-metragem “Tricoteios”. Na televisão além de participações em capítulos de novelas, minisséries e casos especiais, participou do programa “A Paixão Segundo Ouro Preto” Qualidades”, dirigida por Felipe Hirsch.

 

Serviço

Espetáculo Danação

Dia: 29/7, sábado

Horário: 20h

Local: Teatro

Classificação: Livre

 

Ingressos:

R$ 5,00 (Credencial Plena);

R$ 8,50 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante);

R$ 17,00(Inteira / Credencial Atividades).

 

OFICINA

A PALAVRA EM AÇÃO 

Nesse encontro o ator compartilhará, através de um viés teórico-prático, 

os princípios norteadores para a composição de “Danação”. Com Eduardo Moreira (Galpão / MG).

Dia 29, sábado, das 15h às 18h. Sala de Múltiplo Uso 4. Grátis. 

Inscrições na Central de Atendimento. Vagas limitadas. Classificação 16 anos.

Revista Cidade

Publicidade

Brasil