Em tempos de individualismo, que tal olhar também para o outro e viver o hoje?

31.03.2017
Em tempos de individualismo, que tal olhar também para o outro e viver o hoje?

Cia. O Curioso apresenta o espetáculo “Água até o nariz”, no Teatrada do Sesc. Momentos lúdicos e poéticos brindam a saga de três palhaços, em uma aventura cheia de brincadeiras e surpresas

Utilizando de técnicas de máscaras, do jogo do improviso do palhaço, do teatro de bonecos e das sombras a Cia. O Curioso vai de encontro ao público com “Água até o Nariz”, espetáculo voltado para toda a família. A apresentação acontece no próximo domingo (2), às 11h30, no Teatro do Sesc. Os interessados podem retirar os ingressos a partir das 9h30, na bilheteria da unidade, com custos que variam até R$10.

Os palhaços, Cacilda e Serafino, sobrevivem ao naufrágio de um navio e acabam parando em uma ilha deserta. Ali, os dois atrapalhados terão que sobreviver à ilha e principalmente sobreviver na relação um com o outro. No entanto, esses dois palhaços, sem saber, terão a ajuda de um terceiro elemento: uma anja. A anja, palhaça, recebe uma missão importante que é salvá-los do naufrágio e conduzi-los de volta sãos e salvos. Será que ela vai conseguir?

O mundo parece girar cada vez mais rápido... E a velocidade do tempo nos afasta, cada vez mais, dos nossos semelhantes - dos familiares, dos amigos, enfim, do outro! Pangéia separou-se com o tempo e, em milhões de anos, deu origem aos continentes tais quais os conhecemos hoje. Entre eles, instalaram-se os oceanos profundos, cheios de mistérios e silêncio. O tempo, hoje, nos afasta, a nós humanos, uns dos outros, tal como afastou os continentes. Indivíduos que somos, antes a viver junto a outros, parecemos caminhar em direção às grandes rupturas. Nossas sociedades, a exemplo de Pangéia, se dividem, e nos tornam, a cada dia, mais e mais afastados. Hoje somos continentes individuais, separando-nos cada vez mais dos nossos semelhantes, tentando nos conectar com o outro das formas possíveis, porém virtuais. Hoje somos, cada um de nós, uma ilha cercada de oceanos por todos os lados.

Pois então, em “Água Até O Nariz”, a Cia. O Curioso, com a excelência artística e mestria, nos conta a comovente (e engraçada) história de Serafino e Cacilda.

Nada mais atual, nada mais adequado para se discutir. De forma poética, o grupo trata a cada um dos dois como uma ilha isolada. Serafino e Cacilda são indivíduos-ilhas”, como todos somos. E justamente uma ilha, esta real e não figurada, é que irá unir o caminho de ambos. Seres ainda inocentes, que, comprometidos em viver cada minuto, e não a gastar suas vidas em projetar caminhos para o sucesso, ainda são capazes de enxergar o outro. Mergulhar nos mares e nadar até a próxima costa, apenas para ver o que há por ali... São como crianças a viver intensamente, e assim capazes de verdadeiramente olhar para o que existe à sua frente. O Palhaço é capaz de fazer o mergulho nas águas escuras dos mares, apenas porque lhe disseram que ali vive um peixinho colorido. É desta inocência, e deste olhar especial com cada detalhe da vida, de que tanto carecemos. Serafino e Cacilda aprenderão a mergulhar, paulatinamente, um no universo do outro. Nadarão um em direção à ilha do outro, e assim, juntos, irão desfazer suas ilhas... Para viverem juntos. Assim eles se salvarão da ilha deserta. Nadando um em direção ao outro, ainda que com a água até o nariz, é que poderemos salvar-nos, cada um de nós.

 

Sobre a Cia. O Curioso

Criada em 2010, por Luana de Lucca e Yuri de Francco, a Cia. O Curioso nasceu com o propósito de unir diferentes pesquisas cênicas, misturando o teatro de animação a outras linguagens como o palhaço, a narração de histórias e a música. As parcerias e os integrantes dessa Cia. fazem parte dessa história que vem sendo construída e conta atualmente com dois espetáculos teatrais: “Água Até o Nariz” (2013), dir.: Andrea Macera, palhaça “Mafalda Mafalda” do “Grupo Barracão Teatro” e do “Teatro da Mafalda”; e “Tem História no Forno” (2010), dir.: Veronica Gerchman, da “Cia. Truks” e do “Grupo Morpheus Teatro”); o show musical “Canções de Gente Grande” (2014), que além das letras das músicas escritas por Henrique Sitchin (Cia. Truks de Teatro de Bonecos) e Yuri de Francco, conta com interações cênicas de bonecos e máscaras. 

Além disso a Cia. conta com diferentes repertórios de Narração de Histórias e Intervenções Cênicas, apresentadas em diferentes espaços como: unidades do Sesc, Festivais, Espaços Públicos, escolas e livrarias. Desde o ano de 2014 a Cia. participa com o espetáculo “Água Até o Nariz” do projeto Mosaico Teatral da SESCOOP/SP e em 2015 foi selecionada a participar do projeto “Viagem Teatral” do Sesi-SP se apresentando com o espetáculo “Água Até o Nariz” em diferentes unidades do Sesipelo interior e capital paulista. Em 2014 a Cia. foi selecionada pelo PROACSP (Programa de Ação Cultural) - “Concurso de Apoio a Projetos de Estímulo à Leitura em Bibliotecas Municipais no Estado de São Paulo” (EDITAL Nº 39/2014) realizando apresentações do seu repertório de narração de histórias “Histórias de Botar Medo”, dando oficinas e distribuindo o disco de histórias para escolas públicas e bibliotecas do interior paulista. Atualmente a Cia. O Curioso continua apresentando o seu repertório e criando novos espetáculos, narrações de histórias, intervenções, shows, etc.

 

Serviço:

Espetáculo “Água até o Nariz”

Dia: 2/4, domingo

Horário: 11h30

Local: Teatro

Classificação: livre

 

Ingressos:

Grátis (Crianças até 12 anos e matriculados no Sesc / Credencial Plena);

R$ 5,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante);

R$ 10,00(Inteira / Credencial Atividades).

Revista Cidade

Publicidade

Brasil