Drama musical resgata a história de Dom Helder Câmara, e encerra ciclo da Cia. do Tijolo na cidade

20.10.2018
Drama musical resgata a história de Dom Helder Câmara, e encerra ciclo da Cia. do Tijolo na cidade

No domingo (21), o drama musical O Avesso do Claustro encerra o ciclo de espetáculos da Cia. do Tijolo, que esteve na programação de outubro do Sesc Araraquara. A montagem será encenada no Ginásio de Eventos, a partir das 19 horas. Os ingressos variam entre R$5 e R$17 e estão è venda no Portal Sesc e nas bilheterias das unidades.

Em cena uma vigília coletiva para os dias de hoje. A Cia. convida o público a um encontro com uma das figuras mais importantes da história brasileira do século XX, Dom Helder Câmara, considerado por muitos como o Bispo Vermelho, arcebispo de Recife e Olinda, que ressurge para trazer sua presença inspiradora, suas ideias revolucionárias, suas históricas lutas de resistência política durante o regime militar e seu engajamento na construção do ideário das comunidades eclesiais de base.

Três personagens cheios de questionamentos e perplexidades diante de nosso momento histórico atual perambulam pelo centro de três grandes cidades brasileiras: um pesquisador em visita ao Recife, uma moradora que caminha pelas ruas da cidade de São Paulo e uma cozinheira que vive aos pés do Cristo Redentor se encontram para ouvir de novo a voz do Bispo Vermelho, ouvir seus poemas e histórias, dialogar com ele, concordar com ele e por vezes questioná-lo. Diante desse encontro inusitado no espaço e no tempo, só possível no teatro, atores, personagens, palco e plateia buscam reaprender a imaginar novos mundos possíveis em tempos obscuros.

O ator Dinho Lima Flor, que divide a direção com Rodrigo Mercadante, dá vida ao bispo poeta. Dom Helder entra em cena para dialogar com esses tempos turbulentos em que vivemos. Segundo os artistas criadores do espetáculo, “invocamos o santo rebelde como companheiro de trincheira em tempos turbulentos e convidamos nossos companheiros, com Deus ou sem Deus, para se juntarem a nós nesse desafio cotidiano de reinventar formas de vida que anseiem o impossível”.

A Cia do Tijolo faz parte da Cooperativa Paulista de Teatro e tem a oportunidade de trazer de volta essa voz libertária graças ao Prêmio Funarte Myriam Muniz 2014 e estreia acolhida pelo Sesc Pompéia em junho de 2016.

 

Sobre Dom Helder Câmara

Dom Helder atravessa nossa história e é personagem decisivo na construção do que poderíamos chamar de um pensamento de esquerda na América Latina. De sua passagem pelo Integralismo, “um pecado da juventude”, como ele define esse período de sua vida, até sua “conversão” em direção ao socialismo, Helder esteve presente nos mais importantes momentos da história mundial: um dos brasileiros mais conhecidos no exterior durante os anos 70 e 80, persona non grata durante o regime militar, indicado 3 vezes ao Nobel da Paz, primeiro brasileiro a denunciar no exterior os crimes de tortura ocorridos nos porões da ditadura .

Ele foi, também. um dos mais ferrenhos aliados de presos políticos, colaborador dos sem terra, dos sem teto e dos moradores das favelas do Rio de Janeiro e do Recife. Incentivador das comunidades eclesiais de base e daquilo que hoje chamamos políticas de empoderamento. Defensor de uma igreja progressista, chegou a ser conhecido como conspirador durante o Concílio Vaticano II por sua capacidade estratégica e midiática. Dom Helder acreditou numa forma de luta política em que o povo, ao articular suas próprias demandas, se torna sujeito de sua própria história.

 

Serviço

Espetáculo O Avesso do Claustro

Dia: 21/9, domingo

Horário: 19h

Local: Ginásio

Classificação: 16 anos

 

Ingressos

(Limitados a 2 por pessoa)

R$ 5,00 (Credencial Plena);

R$ 8,50 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante);

R$ 17,00(Inteira / Credencial Atividades).

Revista Cidade

Publicidade

Brasil