Dias de literatura no Sesc

26.10.2016
Dias de literatura no Sesc

Machado de Assis (1839-1908), Mário de Andrade (1893-1945), Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), Guimarães Rosa (1908-1967), Clarice Lispector (1920-1977). Escritores que permanecem vivos por meio de suas obras, fundamentais no âmbito da literatura em língua portuguesa. Venha conhecê-los e aos seus livros e entender porque, mesmo décadas depois de sua morte, eles ainda estão entre nós.

Até 25/11, terça a sexta, 13h às 21h30; sábados, domingos e feriados, 9h30 às 18h. Na Área de Leitura. Grátis. Livre.

 

Sarau Claro Enigma

Apresentação de poemas que compõem a obra "Claro enigma", de Carlos Drummond de Andrade, uma das leituras obrigatórias para o vestibular. A montagem, em construção, incorpora cenas-poema, leituras e poemas musicados, além de momentos de ensaio aberto, improviso e participações do público, para ampliar as possibilidades de interpretação da produção drummondiana.

O roteiro contempla os poemas Amar; Dissolução; Um boi vê os homens; Memória; O chamado; Contemplação no banco; Oficina irritada; Entre o ser e as coisas; Rapto; Tarde de maio; Fraga e sombra; Campo de flores; Evocação mariana; Estampas de Vila Rica; Sonho de um sonho; A máquina do mundo; Relógio do Rosário; A tela contemplada.

Formado por Vagner Luís Alberto, Ariclenes Barroso, Adriano Salhab e Jennifer Glass, o grupo já realizou outros espetáculos a partir de obras literárias: Espumas flutuantes (Castro Alves), O noviço (Martins Pena), Vestido de noiva (Nelson Rodrigues), A rosa do povo e Sentimento do mundo (Carlos Drummond de Andrade).

Sobre a obra poética homônima

Por meio da retomada de formas clássicas da poesia, Drummond parece buscar um equilíbrio delicado entre o passado e o presente. O amor, a brevidade da vida e a herança cultural são alguns dos temas elaborados - com maestria técnica e profundidade filosófica - por um homem que sempre quis fazer parte de seu próprio tempo.

 

Sobre Carlos Drummond de Andrade

Nasceu em 1902, em Itabira-MG. Formou-se em farmácia. Seguiu carreira como servidor público. Foi poeta, contista, cronista, ensaísta, tradutor. Morreu no Rio de Janeiro em 1987.

Dia 26, quarta, 20h30. Na Área de Leitura. Grátis. 14 anos.

Revista Cidade

Publicidade

Brasil