Com entrada franca, O Mascate de Swaffhan é atração no Teatrada

08.12.2018
Com entrada franca, O Mascate de Swaffhan é atração no Teatrada

Era uma vez um homem chamado John Chapman. Ele era mascate, e andava pelas ruas da Inglaterra vendendo alfinetes e espelhos, laços e carretéis de linha, canivetes e tesouras, pílulas, pomadas e partituras de canções [...]

(Hugh Lupton, Histórias de Sabedoria e Encantamentos; São Paulo 2003)

Era uma vez um pobre mascate inglês que, em seus sonhos, ouvia uma voz. Ela lhe sugeria que fosse até a ponte de Londres... A partir daí uma grande aventura começa no Teatrada do Sesc Araraquara. No próximo domingo (9), o grupo Ciranda Roda Mundo apresenta o espetáculo “O Mascate de Swaffhan”, inspirado no conto inglês homônimo. A  entrada é gratuita, sem retirada de ingressos.

Conta a lenda que um pobre mascate uma noite sonhou que devia ir a Ponte de Londres, que lá ouviria boas coisas. Como o sonho se repetiu por três noites seguidas, ele decidiu viajar com seu cão para Londres. Lá chegando, ficou por três dias na ponte e nada acontecia, um comerciante perguntou o que estava fazendo parado há tempo naquele lugar. O mascate falou sobre o sonho e o comerciante, surpreso, contou que também tivera um sonho: que viajava para uma longa temporada em Norfolk e, na casa de um mascate, sob um enorme carvalho, tinha achado um tesouro, mas não convém dar atenção aos sonhos. O mascate ficou muito feliz e retornou correndo para sua casa em Swaffham; ao cavar sob o carvalho, encontrou um pote cheio de moedas de ouro.

(Fonte;anton-tijolinho.com.br)

O grupo Ciranda Roda mundo, em sua pesquisa, desenvolve um trabalho que prioriza elementos lúdicos, poéticos, estéticos, sensíveis e simbólicos, buscando provocar o imaginário e a reflexão do público em geral de forma divertida e prazerosa.

 

Por se tratar de tadição oral, esta história é encontrada em várias versões, anexadas a diferentes lugares; uns acreditam que o mascate realmente existiu - ele seria John Chapman, benfeitor da Igreja de São Pedro e São Paulo; em Swaffham, Norfolk, Inglaterra, podem ser encontradas estátuas do mascate e de seu cão. E aos pés da estátua gravada a seguinte frase: “Até os sonhos podem se transformar em ouro”

“Por isso, vimos a importância de produzir uma experiência que ressaltasse o valor dos sonhos, que ao passar do tempo fica adormecido em algum lugar do passado, sonhos esses que as crianças têm tão presentes e vivos, sonhos que na caminhada para a vida

adulta muitas vezes se perdem, e torná-lo novamente ativo não apenas pela razão ou pela palavra, mas pelo sentido, pelo espontâneo, estimulando a criatividade, imaginação e o despertar”, contam os integrantes do Ciranda. Nesta montagem, a musicalidade marcante tem papel decisivo, pois toca diretamente a sensibilidade do público e aguça sua percepção emotiva e lúdica. Para compor a proposta, o grupo conta com o apoio da atriz e diretora Tania Capel, que assina a direção do espetáculo. Nesse projeto o grupo Ciranda Roda Mundo explora o viés folclórico inglês, inspirando-se nos artefatos rústicos e artesanal do século XVIII, presenteando o espectador com o fantástico mundo da tradição oral.

 

Serviço

Espetáculo O Mascate de Swaffhan

Dia: 9/12, domingo

Horário: 11h30

Local: Garimpo

Classificação: Livre

Grátis

Revista Cidade

Publicidade

Brasil