Ciclo que homenageia centenário de Ingmar Bergman chega ao fim com exibição de mais três títulos na telona

06.08.2018
Ciclo que homenageia centenário de Ingmar Bergman chega ao fim com exibição de mais três títulos na telona

Dramaturgo e cineasta sueco de grande talento, Ingmar Bergman foi diretor de alguns dos mais influentes e aclamados filmes de todos os tempos (Persona, O Sétimo Selo, Gritos e Sussuros, Fanny e Alexander e Cenas de um Casamento). Alguns dos temas centrais das suas obras estão centrados no estudo psicológico dos personagens e das famílias disfuncionais, assim como na angústia causada pela ausência de um Deus, deixando o ser humano abandonado entre Deus e o Diabo. 

Desde o mês passado o Sesc Araraquara vem exibindo uma seleção especial que compõe a Mostra “O Lobo à Espreita”, uma homenagem ao centenário do cineasta sueco. Para encerrar este ciclo, serão exibidas as produções Face a Face (1976), Na Presença de um Palhaço (1997) e Fanny e Alexander (1982).

Face a Face (1976) é outra obra-prima de Bergman. Jenny Isaksson (Liv Ullmann) é uma psiquiatra casada e bem-sucedida é assombrada por imagens e emoções de seu passado, o que a leva a uma depressão profunda. Na procura desesperada de fugir deste pesadelo ela tem um caso com Tomas Jacobi (Erland Josephson), um médico casado, o que piora a situação, a levando à uma crise histérica com novas alucinações que a levam a tentar o suicídio. Enquanto está entre a vida e a morte ela imagina ver todas as pessoas que tiveram alguma influência em sua vida eq uando está se recuperando consegue entender quem é a velha senhora e por qual motivo provoca tanto sofrimento.  Liv Ullmann foi indicada ao Oscar e ao Globo de Ouro por sua espetacular atuação, uma das melhores da história do cinema. No elenco, estão ainda os bergmanianos Erland Josephson (Cenas de um Casamento) e Gunnar Björnstrand (Luz de Inverno).

Na Presença de um Palhaço (1997), um dos últimos filmes do mestre, foi realizado para TV sueca e aclamado em sua exibição no Festival de Cannes. Outubro de 1925. Um engenheiro, fervoroso admirador de Schubert, é internado em um hospital psiquiátrico. De seu quarto, alimenta o revolucionário projeto de inventar o cinema falado. Com a ajuda de um professor, improvisa uma história de amor contando os últimos dias de seu ídolo.

O filme Fanny e Alexander (1982) encerra a programação, assim como encerrou a carreira cinematográfica de Ingmar Bergman. Um garoto e sua irmã são membros de uma poderosa família de artistas liberais do início do século 20. Depois da morte do pai, vão morar com o padrasto, onde são criados em meio ao rígido puritanismo luterano.  O filme é o longa mais autobiográfico e, ao mesmo tempo, o mais otimista do autor.

 

Serviço:

Mostra “O Lobo à Espreita” – Homenagem ao Centenário de Ingmar Bergman

De 17/7 a 14/8

Teatro do Sesc Araraquara

Grátis - Retirada de ingressos 1 hora antes do início da sessão.

 

Face a face

Dir.: Ingmar Bergman

Suécia | 1976 | 130 min.

Dia 7, terça, 20h. Classificação 16 anos.

 

Na presença de um palhaço

Dir.: Ingmar Bergman

Suécia | 1997 | 118 min.

Dia 12, domingo, 14h. Classificação 14 anos. 

 

Fanny e Alexander

Dir.: Ingmar Bergman

Suécia | 1982 | 188 min.

Dia 14, terça, 20h. Classificação 14 anos.

Revista Cidade

Publicidade

Brasil