Uma viagem na busca de sentido no mundo em que cada um vive

06.04.2018
Uma viagem na busca de sentido no mundo em que cada um vive

Baseada na abordagem Fenomenológica, a psicóloga Juliana Caetano da Silva atende crianças, adolescentes e adultos em sua Clinica, localizada no coração da cidade.

Inaugurada em meados do segundo semestre de 2017, a Clínica conta com três profissionais na área da Psicologia, mas apenas Juliana atua tendo como método de trabalho a ciência da Fenomenologia.

Fenomenologia é uma metodologia e corrente filosófica que afirma a importância dos fenômenos da consciência, os quais devem ser estudados em si mesmo. Para a Fenomenologia não é o mundo que existe, mas sim o sentido e o modo como o conhecimento do mundo se realiza para cada pessoa.

A redução fenomenológica requer a suspensão das atitudes, crenças, teorias, e colocar em suspenso o conhecimento das coisas do mundo exterior a fim de concentrar-se exclusivamente na experiência em foco, e não se trata da verdade do que são as coisas, mas do sentido em que ela nos acontece.

"Utilizo o método porque ele é o mais próximo do que acredito", explica à profissional, que entre outros pontos, destaca o fato de que ele é um importante fator para viabilizar que se possa suspender todos os seus conceitos no momento de atender o paciente.

"Busco suspender todos os meus precedentes para ingressar no mundo da pessoa, e poder identificar seus problemas e demandas. Somente aí é que o trabalho psicológico efetivamente começa", destaca.

A psicóloga lembra ser fundamental enxergar o ser humano como um todo, e isso sob todos os pontos de vista, seja no aspecto emocional, social ou comportamental.

"Vamos olhar para o todo, mas sempre com foco no momento de agora", ressalta, lembrando que na Fenomenologia o importante é cuidar das demandas que a pessoa trouxer durante o atendimento, sejam elas da infância, ou de outros períodos, mas sempre com foco no momento vivido por ela.

"Vamos trabalhar o que se apresentar como demanda, mas o foco deve ser sempre o que se está vivendo, dar sentido a essas vivências", diz.

Juliana explica que o trabalho realizado busca fazer a pessoa pensar, buscar sua história, e juntos entender o como ela chegou ao ponto atual.

"Nosso trabalho se baseia na descrição. Levamos a pessoa a descrever seu momento. Nós não damos a resposta, pois não há uma resposta pronta. Nós ajudamos a pessoa a compreender seu momento e encontrar um caminho. A Fenomenologia ajuda a pessoa olhar pra sua história e criar ou recriar um significado para ela", destaca Juliana, ressaltando a importância de se ter uma saúde mental de qualidade no mundo de hoje.

"Fala-se muito da saúde física, mas a ansiedade, as frustrações, as dores e a depressão são resultado das muitas demandas que o mundo de hoje coloca diante das pessoas, e é importante que todos cuidem sempre do seu emocional, do seu bem estar mental", lembra.

 

Diferenças

Falando sobre a aplicabilidade dos métodos utilizados na Fenomenologia, Juliana destaca os diferentes problemas enfrentados por crianças, adolescentes e adultos na atualidade.

"Entre as crianças destaca-se os casos de TDAH (Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade), que são muito comuns de ser diagnosticado pelo desempenho escolar e social da criança".

Segundo a psicóloga, a competitividade e agitação do mundo atual, e todas as exigências que demandam no dia a dia das pessoas causam falta de tempo para a convivência familiar, o que pode gerar sintomas de ansiedade, insegurança e uma série de disfunções emocionais e comportamentais, como falta de concentração e hiperatividade, que pode influenciar nas principais causas do TDAH.

No caso dos adolescentes, a maior demanda pode estar associada à baixa autoestima, problemas decorrentes de sua presença social, além da ansiedade e expectativas próprias do período, quando o jovem enfrenta uma grande pressão ao ter que tomar decisões importantes sobre seu futuro, como a faculdade ou o trabalho.

Já na idade adulta, as queixas são bastante abrangentes, e envolvem relacionamentos, trabalho, filhos, autoconfiança, angustias, frustrações, sonhos não realizados, objetivos não atingidos, depressão, entre outros.

"Em todos os casos, suspendemos os precedentes e buscamos o entendimento sobre as demandas que vão surgir", destacando outro importante fator próprio da Fenomenologia. "Olhamos para o humano que vai além do diagnostico ou CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde). Claro que consideramos o diagnóstico, que é muito importante para o processo do tratamento, mas nosso trabalho não se resume a ele. Analisamos a abrangência dos problemas, sua história, e o sentido que isso tem na vida daquela pessoa. Muitas vezes apenas a medicação não é a solução, tem de haver um trabalho conjunto para ser um tratamento completo e eficaz", finaliza juliana.

 

Serviço:

Clínica de Psicologia Juliana Caetano da Silva

Av. Bandeirantes, 766 - Sala – 05, Centro

Fone: 16 - 99747-9660 (Whats)

Face: www.facebook.com/julianacaetanopsi

E-mail: julianacaetanopsi@gmail.com

 

Revista Cidade

Publicidade

Brasil