Solenidade e homenagens marcam o Dia da Bandeira de Araraquara na Câmara Municipal

31.05.2018
Solenidade e homenagens marcam o Dia da Bandeira de Araraquara na Câmara Municipal

Evento marcou a homenagem aos diretores do Núcleo MMDC de Araraquara, o tenente e especialista em arte Heráldica, Marco Aurélio Ferreira e o jornalista e historiador, Hamilton Mendes, que receberam a medalha da Ordem do Mérito Coninter Artes, no Grau Oficial

Presidida pelo vereador Edson Hel e contando com a presença do vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto, na ocasião representando o prefeito Edinho Silva, aconteceu na tarde dessa quarta-feira, 30, a cerimônia do Dia da Bandeira de Araraquara, marcada também por homenagens prestadas pelo Conselho Internacional dos Acadêmicos de Ciências, Letras e Artes (CONINTER-ARTES).

Realizada por inciativa do Poder Legislativo de Araraquara em parceria com o historiador Rogério Tampellini, a cerimônia teve na mesa principal a professora Aparecida J. de Godoi Aguiar, autora do hino da cidade e o tenente Marcos Roberto Galiani Tozzo, representando o 13º Batalhão e o Núcleo MMDC de Araraquara.

O evento aconteceu no plenário da Câmara Municipal de Araraquara, teve explanações sobre a importância de o símbolo maior da cidade, sua bandeira, ter regulamentação oficializada por parte do Poder Legislativo, e contou ainda com as presenças dos vereadores Roger Mendes e Elias Chediek, dentre outras autoridades, personalidades e convidados.

Ao fim das formalidades, o tenente e especialista em arte Heráldica, Marco Aurélio Ferreira e o jornalista e historiador, Hamilton Mendes, foram chamados ao púlpito para receberem a medalha da Ordem do Mérito Coninter Artes, no Grau Oficial, pelos serviços prestados à comunidade araraquarense no âmbito das artes, da preservação da memória e da comunicação.

O Conselho Internacional dos Acadêmicos de Ciências, Letras e Artes (CONINTER ARTES), é uma instituição que se dedica a prestar reconhecimento público, e a honrar cidadãos, que através da criação intelectual (Ciência, Letras e Artes), possibilitem o fortalecimento de um núcleo de intelectuais, artistas, jornalistas e escritores, que através de sua atuação profissional trabalhem em prol do bem comum da sociedade.

 

Símbolo

A identidade histórica de uma cidade passa, obrigatoriamente, pelos seus símbolos oficiais. A bandeira de Araraquara foi instituída em 30 de maio de 1974 pelo então prefeito Clodoaldo Medina, com uma reestruturação do brasão da cidade (este criado em 1962).

A lei 8.703, de 2016, de autoria do então vereador Donizete Simioni – atual secretário municipal de Gestão e Finanças –, instituiu o Dia da Bandeira de Araraquara.

A bandeira de Araraquara tem em sua composição três cores principais, que seguem o mesmo padrão do Brasão de Armas do município: o forte azul sobre o qual aparece um flamejante sol amarelo e o triângulo branco onde está inscrito o brasão do município.

O Marco da Bandeira foi revitalizado pelo Rotary Club Araraquara em 2016 e fica na esquina da Rua Itália (Rua 7) com a Avenida Portugal, no Sesa?, ao lado da Praça Pedro de Toledo?.

Revista Cidade

Publicidade

Brasil