Projeto determina que escolas estimulem alunos a limpar salas de aula

12.06.2019
Projeto determina que escolas estimulem alunos a limpar salas de aula

No Japão, crianças limpam até mesmo os banheiros das escolas

O Projeto de Lei 1990/19 estabelece que as escolas terão a incumbência de estimular a limpeza, manutenção e conservação do ambiente escolar pelos alunos, respeitada a capacidade física de cada um.

O texto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, acrescentando o inciso XI ao artigo 12 da Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, para que os estabelecimentos de ensino estimulem ações destinadas a limpeza, manutenção e conservação do ambiente escolar por alunos, respeitada a capacidade física do discente.

No Japão, a prática de os alunos limparem as escolas é chamada de OSOUJI JIKAN (?????), que significa literalmente hora da limpeza. Durante os primeiros anos de escola os alunos fazem a refeição em sala de aula e depois limpam juntos. Essa tradição de ensinar os alunos a limpar as escolas é tão comum que os japoneses acham estranho o fato de a prática não ser adotada nas escolas no ocidente, onde os alunos não fazem limpeza.

Até mesmo na lista de material escolar existe um objeto chamado zokin (pano) que assusta os estrangeiros que desconhece o costume de limpar as escolas. Os alunos costumam ser organizados em grupos e rodízios para que todos possam fazer tarefas diferentes e que ninguém fique com a mesma tarefa. Os fazem a limpeza de praticamente tudo como sala, banheiros, piscina, quadra e etc. Além disso eles cuidam do jardim, plantações e animais que existem nos colégios.

Autor da proposta, o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) quer seguir o exemplo do Japão: “Em recente visita àquele país, pude observar que os alunos periodicamente se reúnem, sob observação de um adulto, para limpar a sala de aula, com vassouras, rodos e panos úmidos”, disse. O texto está em análise na Câmara dos Deputados.

 

Tramitação

O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Educação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

Revista Cidade

Publicidade

Brasil