Marcos Daniel pode ser o nome do MDB para disputar a Prefeitura?

20.11.2019
Marcos Daniel pode ser o nome do MDB para disputar a Prefeitura?

Um dos partidos mais fortes da atual conjuntura política da cidade, e por consequência, um dos favoritos para fazer o maior número de cadeiras na Câmara Municipal no pleito de 2020, o MDB de Araraquara passará por momentos decisivos nos próximos meses. E isso, porque apesar de ter em seus quadros nomes representativos da política local, o pesadelo do MDB é a possibilidade de não contar com um nome para a disputa do Executivo - Marcelo Barbieri é citado nos bastidores, mas pode decidir não se candidatar visando outros voos em 2022. E se não tiver ninguém puxando a chapa a coisa pode não ser fácil assim.

 

Fim das coligações

O pesadelo emedebista se explica devido ao fim das coligações partidárias, o que encerra a prática de dois ou mais partidos juntarem seus melhores nomes em uma só chapa de candidatos a vereança, e todos irem juntos para às urnas em busca do quociente eleitoral. Nesse caso, os protagonistas são os próprios candidatos ao legislativo e os partidos que compõem a chapa. O que todos fizerem juntos é que vai para a calculadora e então se saberá o número de eleitos. 

 

Tirando o sono

A matemática, na verdade, não mudou nada, mas com o fim das coligações, cada partido vai para o pleito com a chapa fechada, o que resulta em uma briga direta entre as agremiações políticas e seus candidatos. Ou seja: os candidatos da chapa do MDB vão literalmente para o pau contra os candidatos da chapa do PT, que por sua vez lutam contra os candidatos do PP, e assim sucessivamente. Em uma eleição assim, onde o partido é o protagonista maior, aquele que tiver um nome para a disputa do Executivo terá alguém puxando a chapa, o que facilitaria bastante a campanha dos candidatos ao legislativo. Isso pode, e certamente deve melhorar o desempenho do partido e aumentar suas chances de fazer uma bancada maior. O contrário também é verdade: sem um candidato ao 6º andar do Paço, a chapa fica órfã de um nome ao Executivo e, portanto, por conta própria na disputa. Isso tira o sono de muita gente....

 

Vai para o pau?

Com Boi já definido para a disputa da Câmara Municipal, e Marcelo Barbieri ocupando importante papel na articulação política que toca os destinos do País, em Brasília, especula-se pelos bastidores sobre a possibilidade de os emedebistas lançarem Marcos Daniel para disputa do 6º andar do Paço Municipal. Jovem força do partido em Araraquara, Marcos Daniel já passou pelo crivo das urnas em eleições municipais e tentou uma cadeira na Assembleia Legislativa no pleito de 2016. Tido como um dos bons quadros da agremiação para a vereança em 2020, Daniel teria de abrir mão de uma caminhada teoricamente mais fácil, e assumiria como missão, facilitar o caminho para seus colegas de partido. Tudo, claro, sem grandes ilusões: a briga contra Edinho seria muito complicada. 

Revista Cidade

Publicidade