Janone participa de reunião com autoridades do governo estadual. FACESP pede a Dória reabertura do comércio no dia 1º de maio

23.04.2020
Janone participa de reunião com autoridades do governo estadual. FACESP pede a Dória reabertura do comércio no dia 1º de maio

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara (ACIA), e vice-presidente da RA 18 da FACESP, José Janone Júnior, participou na última quarta-feira, 22, ao lado dos demais vice-presidentes e do presidente da entidade, Alfredo Cotait Neto, de uma reunião com os secretários do governo do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen (Desenvolvimento Econômico) e Flavio Amary (Habitação). Na pauta, a reabertura do comércio em todo o estado de São Paulo.

Realizado em videoconferência, o evento se realizou para que todos pudessem expor a realidade de cada uma das regiões do estado aos secretários estaduais, e apresentassem sugestões, como o revezamento de atividades por turnos para diferentes atividades, ideia que pode viabilizar a retomada da economia em todo o São Paulo.

Janone falou na reunião sobre sua proposta de abertura dos estabelecimentos comerciais seguindo um sistema de escalonamento de lados da rua, levando sempre em conta uma criteriosa análise regional e local do avanço da epidemia, dentre outras medidas. 

O araraquarense defendeu ainda a necessidade de regras especificas para o funcionamento das imobiliárias, sugerindo a reabertura imediata delas. A ideia foi muito bem recebida pelas autoridades estaduais, que ao final do encontro, informaram sobre o agendamento de uma reunião com representantes da área para iniciar conversas que viabilizem a reabertura dessas empresas em todo o estado antes de outras dos demais setores da economia.  

Janone revelou ainda que a FACESP defende a reabertura do comércio para o dia 1º de maio, data simbólica para os comerciantes, já que é feriado do Dia do trabalhador, ou Dia internacional dos Trabalhadores.

"Apesar da determinação do governador João Doria de que a quarentena vai durar até 10 de maio em São Paulo, a ACSP e a FACESP decidiram defender publicamente que as lojas voltem a funcionar parcialmente no dia 1º de maio", falou Janone, revelando que Alfredo Cotait, presidente da associação, enviou uma carta a Doria e ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas, nesta quarta, 22, defendendo a ideia.

A iniciativa representa uma guinada na postura que as entidades vinham adotando, quando apoiaram as medidas de restrição. Os líderes empresariais dizem que esperavam um período curto de paralisação. Eles explicam que se ela continuar por um longo período causará um verdadeiro desastre na economia, com falências, demissões e reflexos diretos no empobrecimento da população e do país.

"Qualquer iniciativa de flexibilização antes do dia 11 de maio no Estado de São Paulo, deverá ser de iniciativa e responsabilidade dos prefeitos municipais", destacou Janone.

 

Dória e nova reunião 

Encerrada minutos antes da entrevista coletiva do governador João Dória, a pauta de discussões da videoconferência realizada com os líderes empresariais serviu de base para que o governador em sua fala, utilizasse algumas das sugestões apresentadas.

Dória e seus secretários, anunciaram na coletiva, que o Estado de São Paulo irá iniciar a flexibilização das atividades empresariais a partir de 11 de Maio. "Mas não existe nenhuma ideia escolhida. Notamos durante a Videoconferência que o governo ainda aguarda novos relatórios dos órgãos de saúde", explicou o presidente da ACIA.

"Já temos uma nova videoconferência para a próxima segunda-feira, mas na minha opinião, as próximas reuniões servirão apenas para ajudar o governo do Estado a aprimorar seu plano de flexibilização da quarentena e reabertura do comércio", encerrou.

 

 

Revista Cidade

Publicidade