Docente do Senac dá dicas de como começar 2020 com as contas em dia

15.01.2020
Docente do Senac dá dicas de como começar 2020 com as contas em dia

O início do ano é sempre uma preocupação no orçamento dos brasileiros. O acúmulo de contas como impostos obrigatórios, cartão de crédito e despesas com material e matrícula escolar são itens que todos precisam colocar na ponta do lápis. segundo levantamento realizado pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Logistas (CNDL), 85% dos consumidores não conseguem pagar as despesas nessa época.
Para auxiliar nessa questão, Flávio Luis Sinhorini, docente da área de gestão e negócios do Senac Araraquara, revela que realizar um planejamento econômico antecipado é o primeiro passo para saber o gasto total da família e qual o valor das dívidas no período. "É importante ter uma planilha ou controlar as contas por um aplicativo. Colocá-las em ordem e monitorá-las é o começo de tudo".
Segundo o docente, saber o quanto pode ser gasto é imprescindível. Dessa forma, a família poderá entrar em um acordo de quais despesas devem ter prioridade. "Contas como o IPVA, IPTU e gastos com matrícula e material escolar chegam ao mesmo tempo. O ideal é que o consumidor já tenha idealizado no final do ano as despesas sazonais, separando mensalmente uma quantia para essa finalidade. Quem ainda não fez isso, precisa agilizar a organização para não passar sufoco", alerta.
No caso do material escolar, a primeira dica de Flávio é antecipar a compra. "Esse é um passo fundamental para evitar preços mais altos e longas filas nas papelarias, que são comuns no período de volta às aulas. Quanto mais antecedência, maior será a economia de tempo e dinheiro".
Outra dica importante é fazer uma pesquisa de preços e comprar o material e os livros didáticos em locais diferentes. "É indicado procurar em pelos menos três lojas, sejam físicas ou virtuais, já que alguns produtos podem ser caros. Caso exista a possibilidade de comprar os livros em um sebo, local que revende obras usadas, o desconto será maior ainda", explica.
Já em relação ao pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), o docente ressalta que antes de optar pelo pagamento à vista ou parcelado, é necessário saber qual a situação financeira que a família se encontra. "Lembrando que se deve evitar ao máximo recorrer a empréstimos, limites do cheque especial ou créditos no mercado financeiro, pois os juros são muito altos".
Caso a situação financeira esteja confortável, é recomendável que o pagamento do imposto seja à vista, para obter 3% de desconto. Mas é importante ficar atento aos compromissos futuros. "Muitas pessoas se deixam levar pelo bom desconto e esquecem que existem outras contas para pagar no mesmo mês. Ter uma reserva irá evitar problemas".

Serviço:
Senac Araraquara
Local: Rua João Gurgel, 1935 - Carmo - Araraquara/SP
Informações: www.sp.senac.br/araraquara
 

Revista Cidade

Publicidade

Brasil