Alunos do Projeto Curta Cultura com a Gente adaptam peça teatral para contar o universo da inclusão

09.10.2018
Alunos do Projeto Curta Cultura com a Gente adaptam peça teatral para contar o universo da inclusão

Ação realizada com alunos da APAE Guarujá ajuda a desenvolver habilidades motoras e sociais e promove a integração por meio de manifestações artísticas

Os 260 alunos da Apae Guarujá (SP) já começaram os preparativos para a apresentação teatral de final de ano dedicada aos familiares. Com o roteiro em mãos, eles ensaiam para cumprir mais essa etapa do projeto Curta Cultura com a Gente, lançado em fevereiro deste ano com o objetivo de, ao longo de 12 meses, melhorar o desenvolvimento pessoal e afetivo dos atendidos na instituição e, com isso, proporcionar a inclusão social.

Baseada no conto Humildes, de Vicente de Carvalho, um dos imortais da Academia Brasileira de Letras, a encenação é um desdobramento das várias atividades artísticas que acontecem na Apae por meio do programa, que é desenvolvido pela ComTexto Cultural, produtora especializada na gestão de projetos culturais e sociais.

“A história retrata um amor impossível que se passa na praia de Perequê, em Guarujá, o que aumenta a relação dos alunos com o texto de Vicente de Carvalho. Além de encenar, eles se envolvem no processo de criação do cenário que irá compor a apresentação destinada aos pais”, conta Rafael Souza, professor de artes cênicas do Curta Cultura com a Gente.

O espetáculo desenvolvido pelos atendidos na Apae será uma adaptação inédita. Todo o roteiro criado para a peça foi construído pelo professor de teatro em conjunto com os alunos e demais profissionais envolvidos com o projeto, para que o texto pudesse captar, com mais proximidade, a realidade dos envolvidos e, assim, abordar questões do universo das pessoas com deficiência intelectual com mais singularidade. “Pelo teatro, eles conseguem expor seus sentimentos e as formas de se relacionar”, destaca Rafael.

Todo esse processo de criação serve de estímulo à capacidade de sociabilização, um dos principais objetivos do projeto. “A ação oferece aos alunos da Apae meios para conviver melhor em sociedade, além de disseminar a cultura sem barreiras. O espetáculo acontece para que as famílias celebrem com eles cada uma dessas evoluções”, afirma Júlia Berwerth, produtora executiva da ComTexto Cultural.

Divididas em gêneros artísticos, como drama e comédia, as aulas de teatros envolvem a repetição para aumentar a capacidade de assimilação e o interesse dos atendidos no projeto. Hoje, os alunos esperam pelas aulas e indicam exercícios de interesse. O mesmo acontece na sala de artes, comandada pela professora Seramiris Guimarães.

“Houve uma evolução muito grande com relação à aceitação das atividades desde o início do Curta Cultura. A diversidade de materiais e as estratégias diferenciadas de pintura e colagem que adoto com os alunos auxiliam a fomentar a criatividade”, explica Seramiris.

A desenvoltura na comunicação também é um dos resultados das ações semanais do projeto oferecido gratuitamente. “Na arte, de maneira geral, os alunos encontram a interlocução, uma nova forma de expressar seus sentimentos e propor vivências para a promoção do diálogo. Começamos o projeto com alunos que mal falavam. Agora, eles apresentam uma desenvoltura crescente, bem como maior poder de argumentação e articulação. Eles dançam, se divertem e aprendem”, diz o professor de teatro, Rafael. 

Aprovado via Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, a iniciativa conta com o patrocínio da Cutrale e é realizada pela ComTexto Cultural. As aulas serão realizadas até dezembro deste ano e, no encerramento do projeto, terá a veiculação de um documentário, que retratará o trabalho conduzido durante as oficinas e os resultados conquistados com a ação. As imagens para o vídeo já estão sendo captadas; três mil cópias de DVD serão distribuídas gratuitamente para comprovar o poder inclusivo da cultura.

 

Sobre a ComTexto Cultural

A ComTexto aliou sua experiência na área de Comunicação Corporativa a sua expertise com eventos e ações de fomento à cultura e criou o seu braço cultural. A empresa trabalha na formatação, produção e gestão de projetos em diversas áreas, como cultura, educação, sustentabilidade, esporte e responsabilidade social, por meio do Programa de Ação Cultural (Proac), da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, e da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, entre outras leis de incentivo, como a do Esporte.

 

Revista Cidade

Publicidade

Brasil