Vigilância encerra arrastão na região Norte recolhendo quase 50 toneladas de inservíveis

27.05.2019
Vigilância encerra arrastão na região Norte recolhendo quase 50 toneladas de inservíveis

As ações de combate à dengue continuam; além dos agentes, já são 110 apoiadores nas ruas e mais 56 em processo de contratação

As equipes da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde encerraram, nesta sábado (25), o arrastão de combate à dengue na região Norte da cidade, retirando 8,9 toneladas de inservíveis dos bairros daquela área, que incluem Jardim Veneza, Indaiá, São Rafael, Jardim Serra Azul, Residencial Santa Luzia, Jardim Boa Vista, Jardim Adalberto Roxo, Selmi Dei, Romilda Barbieri, Residencial Laura Molina e Valle Verde. Foi o terceiro sábado de arrastão naquela região, envolvendo 300 pessoas, divididas em 20 equipes, com 20 caminhões. Nos dois anteriores, já haviam sido recolhidas 38,1 toneladas de inservíveis, ou seja, as equipes encerraram a varredura retirando 47 toneladas de possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti das residências e terrenos baldios. 

O roteiro do próximo arrastão deve ser traçado e divulgado nos próximos dias.

De acordo com números divulgados nesta segunda-feira (27) pela Vigilância Epidemiológica, Araraquara possui 10.960 casos confirmados de dengue em 2019, de um total de 12.460 notificações. Destes, 1.165 casos foram descartados e 359 são inconclusivos. 

As ações de combate à dengue continuam, contando também com o trabalho do grupo de apoiadores. No total, 110 apoiadores já foram contratados, sendo que 63 iniciaram os trabalhos nesta segunda-feira (27). Outros 56 estão em processo de admissão.

A Vigilância Epidemiológica informa também que, na última sexta-feira (24), por conta da queda significativa das notificações de casos de dengue, foi fechado o polo de atendimento de pacientes com suspeitas da doença que funcionava na região central, o dengário da Rua 5. Nas últimas semanas, dos cerca de 100 atendimentos diários que eram prestados na unidade, era registrada 1 notificação de dengue, em média. E, em alguns dias, não havia notificação. 

O atendimento aos pacientes com suspeitas da doença continua sendo realizado diariamente, incluindo sábados e domingos, das 7h às 20h, no polo instalado na sede da Vigilância Epidemiológica, no Cear, além das três UPAs e unidades básicas de saúde.

A Prefeitura reforça a necessidade de colaboração dos moradores no recebimento dos agentes, que trabalham sempre uniformizadas e com crachá de identificação. Mais informações, pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica, que é o 0800-7740440, ou no whatsapp da Prefeitura, o (16) 99760-1190.

Revista Cidade

Publicidade

Brasil