Segundo dados do Ministério da Saúde, campanha contra pólio e sarampo em Araraquara atinge, em média, maior número de crianças

22.08.2018
Segundo dados do Ministério da Saúde, campanha contra pólio e sarampo em Araraquara atinge, em média, maior número de crianças

A menos de dez dias do final da campanha nacional de vacinação contra o sarampo e a poliomielite, que, focada principalmente em crianças de 1 a 4 anos, 29 meses e 11 dias, vai até 31 de agosto, Araraquara tem números de cobertura acima das médias nacional e estadual.

Dados do Ministério da Saúde mostram que Araraquara já vacinou 65,26%, ou 6,2 mil das cerca de 9,5 mil crianças com idade para receber a vacina contra a pólio, e 63,17% (ou 6 mil)  contra o sarampo.

Enquanto isso, em todo o Brasil foram aplicadas 53,52% de vacinas contra a pólio e 53,81% contra o sarampo, e no Estado de São Paulo, 58,70% contra a poliomielite, e 57,81% conta o sarampo.

Segundo a coordenadora de Vigilância em Saúde, ligada à Secretaria Municipal de Saúde, Joice Nogueira, as ações da Prefeitura na divulgação sobre a importância da campanha e a colaboração da população em levar seus filhos para as unidades de vacinação contribuíram para a boa cobertura na cidade.

Joice também destaca a abertura de todas as unidades de Saúde também nos dias “D” (em 4 e 18 de agosto) e a parceria com o Rotary Club Araraquara no último sábado (18), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Valle Verde, também como fatores importantes para a elevação do número de vacinas aplicadas.

“Mas é muito importante que pais e responsáveis que ainda não imunizaram seus filhos procurem as unidades de Saúde do município até o próximo dia 31, pois mesmo estando acima da média ainda não atingimos a meta”, reforça Joice Nogueira.

Em Araraquara, as unidades funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 15h30, e a meta do Ministério da Saúde é vacinar até 95% das crianças em todo o País.

 

Contaminação

Vale destacar que a transmissão do sarampo se dá por via respiratória, com a pessoa contaminada conversando, espirrando ou tossindo. O vírus, que sobrevive por cerca de duas horas em superfícies, se propaga rapidamente.

Sobre a poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus. A doença infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas infectadas.

 

Revista Cidade

Publicidade

Brasil