Rede de Solidariedade busca ajudar grupos de risco do coronavírus e famílias em vulnerabilidade

26.03.2020
Rede de Solidariedade busca ajudar grupos de risco do coronavírus e famílias em vulnerabilidade

Rede visa ajudar pessoas em condições de risco que estejam isoladas neste momento. Contato é pelo telefone 0800-773-1145

O prefeito Edinho esteve nesta quinta-feira (26) na central de atendimento telefônico da Rede de Solidariedade e acompanhou o trabalho dos servidores municipais destacados para esse contato com a população.

A Rede de Solidariedade atende pelo telefone 0800-773-1145 e visa estimular a solidariedade dos araraquarenses para ajudar famílias em vulnerabilidade e os grupos de risco do novo coronavírus. O slogan da campanha é "Solidariedade contagia mais que o vírus".

"A Assistência Social está organizada em uma grande campanha de solidariedade para que a gente possa socorrer aquelas famílias que já estavam precarizadas e estão se precarizando ainda mais neste momento em que a quarentena está gerando falta de trabalho e de renda", declarou.

Quem puder doar diretamente alimentos e produtos de higiene (inclusive sabonetes) pode entrar em contato. Se o morador puder ajudar fazendo as compras em supermercados ou ir à farmácia, também pode ligar e se cadastrar como voluntário. Se a pessoa se enquadra no grupo de risco (idosos, doença autoimune, imunossuprimidos, doenças crônicas, gestantes e lactantes), também pode ligar. O 0800 funciona diariamente, das 8h às 18h.

A secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa, explica como o serviço funciona na prática. "Se um idoso da Vila Xavier nos ligar dizendo que precisa de ajuda, vamos acionar uma pessoa cadastrada que está próxima desse idoso e que se ofereceu para ajudar. Além disso, quem quiser doar alimentos não perecíveis ou materiais e higiene pessoal ou de limpeza, que são os itens de maior necessidade neste momento, também será orientado sobre como proceder através das equipes do 0800", explicou a secretária. "Queremos interligar as pessoas através desse telefone e despertar a solidariedade, para que todos se apoiem nesse momento de crise", destacou.

Embora não haja caso confirmado em laboratório ainda em Araraquara (29 aguardam o resultado do exame e 5 foram descartados), o Município se organiza como se o vírus já estivesse em circulação, já que o Brasil e o Estado de São Paulo já têm transmissão comunitária da doença.

Entre os sintomas da Covid-19, causada pelo novo coronavírus, estão febre alta e persistente, tosse, cansaço e falta de ar. Para a prevenção da doença, o Ministério da Saúde recomenda a higienização frequente das mãos (com água e sabão ou álcool gel), manter os ambientes arejados e evitar aglomerações de pessoas (por isso, o isolamento social é fundamental para conter o avanço do vírus).

A recomendação é que qualquer morador que tiver algum sintoma ou precisar de orientação deve telefonar para a Ouvidoria da Secretaria de Saúde (0800-771-7723) antes de procurar uma unidade de saúde. Para mais informações, acesse www.araraquara.sp.gov.br/coronavirus.

 

Revista Cidade

Publicidade