Prefeitura esclarece questões sobre locação de veículos

18.01.2019
Prefeitura esclarece questões sobre locação de veículos

Respondendo requerimento encaminhado pelo vereador Zé Luiz - Zé Macaco em setembro de 2018, questionando o serviço de locações de veículos por parte do Executivo, a Prefeitura disse que, em 2017, foi firmado um contrato e renovados outros dois, que terminaram em 24 de julho e 6 de agosto de 2018. O Executivo ainda enviou uma planilha detalhando e informando os custos, que anualmente é de R$ 1.905.437,16..

No documento, o parlamentar questionava o número de contratos firmados entre 2017 e 2018, quais eram novos e quais haviam sido renovados, informações detalhadas dos custos, da quantidade de veículos e modelos dos carros, e ainda se o órgão faz estudos para avaliar se alugar gera menos gasto que comprar um veículo.

O órgão também informou que, atualmente, 75 dos veículos utilizados são alugados, o que representa 10,46% da frota total. “A manutenção preventiva e corretiva é fator fundamental para a garantia e efetividade dos vários serviços envolvidos. No caso da frota locada, toda manutenção, seja ela de qualquer ordem, é totalmente suportada pela empresa locadora, devendo esta, ainda, substituir imediatamente o veículo que ficar em manutenção por mais de 24 horas, assim, como característica fundamental para essa parcela da frota temos um TVP (Tempo de Veículo Parado) próximo de zero, o que garante a eficiência imprescindível para a demanda objeto”, ressaltou a secretária de Gestão e Finanças, Juliana Agatte.

A Secretaria ainda informou que alguns serviços precisam de veículos à disposição a todo momento, portanto, é imprescindível que haja veículos alugados, visto que os pertencentes à Prefeitura não podem responder ao processo de manutenção com a mesma prontidão da frota locada.

“É de fundamental importância que cobremos esclarecimentos da Prefeitura quanto aos gastos realizados com a frota de carros alugados e se, de fato, a locação é mais vantajosa para que os serviços prestados à população sejam da forma mais eficiente possível”, destacou Zé Luiz.

 

Revista Cidade

Publicidade

Brasil