Lei que permite repasse de R$ 4 milhões para reforma do Pronto-Socorro do Melhado é sancionada por Edinho

16.10.2018
Lei que permite repasse de R$ 4 milhões para reforma do Pronto-Socorro do Melhado é sancionada por Edinho

Recursos serão enviados pelo Ministério de Saúde para a Prefeitura; unidade será suporte para as três UPAs de Araraquara

O prefeito Edinho sancionou nesta segunda-feira (15) a lei que permite à Prefeitura receber o repasse de R$ 4 milhões do Ministério da Saúde para a reforma do prédio do antigo Pronto-Socorro do Melhado, que será uma unidade de apoio às UPAs (unidades de pronto atendimento).

Essa lei abre um crédito adicional no Orçamento do Município, permitindo que os recursos sejam depositados. "Agradeço muito aos vereadores de Araraquara. A Caixa Econômica Federal autorizou a Prefeitura a iniciar o processo de licitação para contratar a empresa que vai reformar e adequar o prédio do Pronto-Socorro do Melhado, mas a Câmara precisava autorizar a Prefeitura para que receba esses recursos", explicou o prefeito.

"A Câmara aprovou e estamos sancionando. Agora publicamos o edital de licitação e vamos ver qual empresa vai ganhar. No momento seguinte, vamos dar a ordem de serviço para as obras", informou Edinho, por meio de transmissão ao vivo em seu Facebook.

A reabertura do Pronto-Socorro do Melhado venceu a votação da Plenária da Cidade do Orçamento Participativo, em junho do ano passado, no salão do Clube 27 de Outubro. Na oportunidade, foram 93 votos para a reabertura da unidade de saúde.

Além desses recursos para as obras, outro convênio de R$ 4 milhões será utilizado para a compra dos equipamentos do pronto-socorro.

A unidade do Melhado será adequada para ser uma retaguarda ao sistema de saúde já existente na cidade, com 20 leitos hospitalares. Também haverá uma estrutura de apoio e diagnóstico (exames laborais, ultrassom, tomografia, raio-x).

"É uma unidade que terá papel fundamental para melhorar ainda mais a saúde de Araraquara", afirma Edinho.

O objetivo é que todos os casos mais urgentes das UPAs sejam enviados para a unidade do Melhado. São casos de pacientes que estão na espera de diagnóstico e internação. Isso deve reduzir o número de internações na Santa Casa de Araraquara.

 

 

Revista Cidade

Publicidade

Brasil