Com mais um óbito confirmado, Araraquara discute endurecimento das medidas de isolamento

13.04.2020
Com mais um óbito confirmado, Araraquara discute endurecimento das medidas de isolamento

O Comitê de Contingência do Coronavírus de Araraquara se reuniu com a Secretária de Justiça e Cidadania, Mariamália de Vasoncellos Augusto, com o objetivo de encontrar meios legais de responsabilizar pessoas físicas e jurídicas que desrespeitarem o decreto 12.242 que prorroga até dia 22 de abril quarentena no município, em virtude da Pandemia e do estado de calamidade pública. As medidas serão enviadas para apreciação da Câmara Municipal de Araraquara, por meio de Projeto de Lei.

A situação de Araraquara continua se alterando e há uma grande preocupação por parte deste Comitê com relação ao desrespeito às recomendações dos órgãos de Saúde sobre a necessidade do isolamento social como o único método de bloqueio da transmissão do Coronavírus. Trata-se, portanto, de um momento extremamente preocupante e o Comitê reitera o pedido de apoio de toda a população.

Nesta segunda-feira, dia 13, um paciente de 41 anos, já confirmado com Coronavírus (estava entre os 28 já confirmados em Araraquara), após dez dias de internação, veio a óbito. O paciente não tinha comorbidades. Apenas o histórico de quadro de pneumonia há algum tempo.

Também nesta segunda iniciou-se o atendimento no Polo de Atendimento Estratégico do Coronavírus. Todos os pacientes com sintomas gripais a partir de agora devem se dirigir à UPA da Vila Xavier para a triagem, onde foram instalados leitos para casos mais graves. Para completar a estrutura, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que fica em frente à UPA, cedeu seu espaço para abrigar 18 leitos de retaguarda para os casos mais leves. As UPAS do Centro e do Valle Verde continuam atendendo normalmente as demais patologias.

Araraquara registra até o final da tarde deste dia 13, 96 casos notificados como suspeitos. Desses, 28 confirmados, 49 descartados e 19 aguardam resultado de exame e estão sendo monitorados. Agora, já são 66 pessoas que precisaram de internação. Dessas, 40 tiveram alta e 18 permanecem internadas.

Com relação aos óbitos, foram 8 registrados como suspeitos, sendo que 2 foram confirmados por coronavírus, 5 descartados e 1 aguarda resultado.
 

 





 

Revista Cidade

Publicidade