Com Araraquara na faixa amarela, novo decreto de flexibilização já começa a ser elaborado

24.07.2020
Com Araraquara na faixa amarela, novo decreto de flexibilização já começa a ser elaborado

Depois de manter seus números sob controle desde o início da pandemia, e ainda acolher pacientes de toda a região sem sequer colocar em risco sua reserva de leitos para Covid-19, finalmente Araraquara teve seu bom trabalho reconhecido pelo Governo do estado e ganha o direito de avançar para a fase amarela, fase três do Plano São Paulo de Flexibilização. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (24) pelo governador João Dória (PSDB). 

Nesta nova fase, Araraquara passa a ter menos restrições e o comércio volta a funcionar por 6 horas. As novas regras valem do dia 27 até o dia 10 de agosto, quando o Governo Dória fará nova avaliação da situação geral do estado. 

A partir de agora a expectativa fica por conta das medidas que devem ser anunciadas pela Prefeitura Municipal, que deve se reunir com representantes dos diversos segmentos econômicos e da sociedade para definir o texto do novo decreto de extensão da quarentena, agora sob as novas regras.

Mas a boa notícia é que o Comitê já iniciou a elaboração do decreto municipal que vai regulamentar as novas medidas.

Entre os indicadores que colaboraram com a mudança de fase, anunciada nessa sexta-feira (24), o Governo do Estado levou em conta a baixa taxa de letalidade no município de Araraquara, hoje em 0,99%. Além disso, o DRS de Araraquara, composto por 24 municípios, registrou queda de 14% no número de internações e de 35% no número de óbitos.

A mudança autoriza abertura de bares, restaurantes e similares, salão de beleza, academias, comércio e shopping centers, com restrições, incluindo 6 horas diárias de tempo de funcionamento, capacidade limitada nos espaços, uso obrigatório de máscaras em todos os espaços e adoção de protocolos geral e específico para cada setor. As atividades de automobilismo e motociclismo também podem retomar atividades nas regiões de fase amarela, desde que cumpram os termos de segurança e restrição de público, com testagem de pilotos e profissionais, o uso de máscaras, medição de temperaturas e protocolos.

Importante destacar que Araraquara avança, principalmente, em razão do excelente trabalho realizado por sua área de Saúde, visto que o cálculo das fases leva em conta a avaliação da capacidade do sistema de saúde e a evolução da doença dos municípios que compõem os DRSs. Dessa forma, qualquer avanço ou retrocesso depende da situação da doença em todos os municípios que compõem o DRS de Araraquara, e como se sabe, alguns municípios do entorno não vêm fazendo corretamente seu trabalho de casa.

Outro fator a ser considerado, é que os números devem continuar sob controle para que não ocorra novo rebaixamento de fase, como aconteceu há pouco mais de 45 dias, lembrando que é prerrogativa do Governo do Estado de São Paulo anunciar semanalmente a requalificação de fase para mais restritiva, caso a região tenha piora nos índices. Para que haja uma promoção a uma fase com menos restrições e mais aberturas, são necessárias duas semanas.

Revista Cidade

Publicidade