Programa Saúde em Casa completa dois meses com resultados positivos

13.04.2018
 Programa Saúde em Casa completa dois meses com resultados positivos

Dois meses após seu lançamento, o programa ‘Saúde em Casa’ já apresenta um balanço positivo em Araraquara.

Falando sobre o programa e também sobre o desempenho da Secretaria Municipal de Saúde, a titular da pasta, Eliana Honain, também destacou outras ações desenvolvidas no município, como a redução nas filas de espera por cirurgias na rede pública, principalmente nos procedimentos de hérnia e vesícula.

“Em dois meses, o programa ‘Saúde em Casa’, que teve início com a entrega de medicamentos no Jardim Cruzeiro do Sul e Jardim Pinheiros, está agora se expandindo para outros bairros prioritários onde não existem farmácias de distribuição”, explicou Eliana.

A meta deste programa é facilitar a vida da população que mora em uma região cuja unidade de Saúde não dispõe de farmácia que distribua medicamentos. Depois, atingir a cidade toda, além dos assentamentos rurais.

Segundo Eliana, esses medicamentos são entregues para pacientes com doenças crônicas controladas, como hipertensão e diabetes. “As pessoas estão plenamente satisfeitas com o programa e isso é importante porque demonstra que estamos cumprindo nosso papel”, afirmou a secretária.

Importante ressaltar que qualquer pessoa portadora dessas doenças crônicas controláveis, cuja dosagem normalmente não é alterada, pode receber o remédio em casa, não importando a faixa etária.

 

Como aderir

Para ser atendido pelo programa no Posto de Saúde, é preciso estar com o cadastro de consultas de rotina em dia. E a pessoa pode até antecipar o interesse pelo benefício.

“Quem faz a adesão recebe a visita de uma farmacêutica da rede para que sejam repassadas todas as informações, como tomar o medicamento corretamente e os efeitos colaterais que ele pode provocar”.

Eliana ainda afirmou que a distribuição de medicamentos emergenciais passará a ser feita também para as pessoas que passam pelas UPAs nos finais de semana.

Atualmente, existem 16 unidades de Saúde que possuem farmácias de distribuição na rede pública em Araraquara, além da Farmácia Central, na Rua Gonçalves Dias (Rua 1), esquina com a Avenida Espanha.

 

Saúde Cidadã

Eliana Honain fez um balanço positivo também do programa ‘Saúde Cidadã’, lançado no final de 2017 pela Prefeitura, em parceria com Santa Casa de São Paulo e Maternidade Gota de Leite, visando reduzir a espera de pacientes da rede pública para exames, cirurgias e consultas na rede municipal.

“Essa ação, que também englobou o programa ‘Jornada da Saúde’, em parceria com a ONG Jornada da Saúde e Associação de Amigos e Ex-alunos da Faculdade de Medicina de Santo Amaro, praticamente eliminou as filas paras cirurgias de hérnia e vesícula em Araraquara”, disse. As filas de espera no município somavam mais de 500 pessoas somente para cirurgias de hérnia e de vesícula.

“Também reduzimos a espera para exames como ultrassons, mamografias e biópsias de próstatas. Atualmente, o trabalho maior é sobre eco-cardiograma, em que ainda existe fila e um trabalho para zerá-la”, acrescentou.

A partir de agora, os procedimentos focam em ortopedia, também visando zerar a fila. “Já conversamos com especialistas pela convocação aos pacientes, principalmente os mais debilitados, para que possamos ampliar o número de cirurgias, inclusive as de próteses”.

E, segundo Eliana, existe ainda um trabalho sobre outras prioridades, como na área de ginecologia, que em parceria com a Maternidade Gota de Leite tem possibilitado avanços no atendimento à população. .

Revista Cidade

Publicidade

Brasil